ENDOCRINOLOGIA

ENDOCRINOLOGIA

Endocrinologia é a especialidade da medicina que trata do funcionamento das glândulas responsáveis pela produção e secreção de vários hormônios no organismo. O nome tem origem grega, onde endo significa interno e krino, separar ou secretar, ou seja, “secreção interna”, no que se refere à liberação dos hormônios.

 

A glândulas responsáveis pela produção dos hormônios são:

  • Tireoide; 
  • Hipófise; 
  • Hipotálamo; 
  • Suprarrenais; 
  • Gônadas; 
  • Paratireoides; 
  • Pâncreas. 

 

Tecidos como a gordura, o estômago, intestino, rins e a pele também estão associados ao controlo de substâncias reguladoras. Diversos problemas de saúde podem aparecer quando algo não está funcionando bem em uma das glândulas ou tecidos mencionados.

 

O que faz o endocrinologista?

Além de estudar as glândulas endócrinas e os hormônios por elas produzido, a endocrinologia estuda também as alterações metabólicas e os distúrbios decorrentes da deficiência ou excesso hormonal.

A função do endocrinologista é investigar, tratar e fazer o acompanhamento dos pacientes que possuem algumas das patologias ocasionadas por uma desordem hormonal. Essas desordens podem se dar por vários fatores, dentre eles:

  • Fatores genéticos;
  • De estilo de vida;
  • Ambientais.

 

Exemplos de fatores ambientais podem ser as substâncias químicas presente no nosso dia-a-dia, conhecidas como desreguladores endócrinos, que atrapalham a ação dos hormônios. Essas substâncias são encontradas em pesticidas, embalagens plásticas e alimentos enlatados, na água potável, e até mesmo no pó doméstico.

 

Pode-se dividir os distúrbios endócrinos em 3 grupos:

  • Doenças causadas por deficiência hormonal;
  • Doenças causadas por níveis hormonais excessivos;
  • Doenças causadas pelo desenvolvimento de tumores (benignos ou malignos) nas glândulas endócrinas.

 

A lista de enfermidades tratada pelos endocrinologistas é bem extensa:

  • Hipertireoidismo;
  • Hipotireoidismo;
  • Nódulos de tireoide;
  • Diabetes mellitus;
  • Obesidade;
  • Distúrbios do crescimento e da puberdade;
  • Crescimento excessivo de pelos (hirsutismo);
  • Colesterol alto;
  • Doenças da hipófise;
  • Osteoporose;
  • Menopausa;
  • Andropausa, e outras.

 

A endocrinologia ganhou força no Brasil a partir dos anos 1950, com a criação da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Com o passar do tempo, os profissionais dessa área foram sendo cada vez mais solicitados por causa do número da identificação de doenças relacionadas a questões hormonais.

A patologia que vem recebendo uma atenção especial por parte dos endocrinologistas é a obesidade. O número de pessoas que sofrem com essa condição é alarmante no país. Só nos últimos 10 anos a prevalência da obesidade cresceu em 60%. Segundo o Ministério da Saúde, mais da metade da população brasileira está acima do peso, e isso deve-se principalmente ao sedentarismo e à alimentação inadequada, muitas vezes em decorrência de influências sociais e comportamentais.

 

Especialidades e áreas de atuação

De modo geral, o endocrinologista estuda e trata das doenças associadas aos hormônios e as complicações ocasionadas por eles.  Contudo, nesse campo, existem áreas específicas onde o profissional pode escolher se especializar, como:

 

Neuroendocrinologia
É a área da endocrinologia responsável por estudar e tratar as enfermidades que afetam a área do hipotálamo e da hipófise, encontradas no cérebro.

 

Endocrinologia feminina
É a área médica presente na vida de muitas mulheres, em fases diferentes e por várias razões, desde a puberdade até a menopausa. O especialista dessa área investiga e trata problemas como:

  • Genitália alterada ao nascimento;
  • Menstruação irregular;
  • Puberdade tardia ou precoce;
  • Dificuldade para engravidar e infertilidade;
  • Menopausa, normal ou precoce;
  • Osteoporose;
  • Síndrome pré-menstrual;
  • Síndrome dos ovários policísticos.

 

Andrologia
Cuida das alterações da função reprodutora e sexual no homem, sendo uma área tida relativamente nova na medicina. Ganhou mais notoriedade nos anos 1960. As 4 patologias mais estudadas pela andrologia envolvem as seguintes condições:

  • Varicocele (alargamento das veias no saco escrotal);
  • Disfunções sexuais;
  • Esterilidade;
  • Deficiência de testosterona.

 

Endocrinologia pediátrica
É a área médica que junta as práticas da endocrinologia e da pediatria para o tratamento de disfunções hormonais, desde o período neonatal até o fim da adolescência. 

 

Marque hoje mesmo sua consulta com os especialistas da Medic Life! Os melhores e mais dedicados endocrinologistas de Formosa e região você encontra aqui.