blog-post-image

PAC

Você tem uma boa audição, porém algumas vezes tem dificuldade para entender o que as pessoas dizem? Você se atrapalha um pouco quando precisa se concentrar, ler e escrever? Cuidado! Você pode estar sofrendo de Transtorno do Processamento Auditivo Central.

Para saber mais sobre o transtorno do processamento auditivo central, primeiro é necessário entender um pouco mais sobre o funcionamento do processamento de audição. 

É chamada de processamento auditivo central a capacidade que o sistema nervoso possui de traduzir as informações enviadas pela audição. Essa habilidade está relacionada diretamente à localização dos sons, a possibilidade de prestar atenção em um som e ignorar outros, memorizar sons.

 

Algumas funções do PAC são: 

. Localização e lateralização dos sons

. Discriminação auditiva

. Reconhecimento do padrão auditivo

. Aspectos temporais da audição.

 

Motivos para o PAC acontecer

O PAC pode ocorrer por inúmeras razões, sendo as mais comuns:

. Problemas de origem genética

. Lesões cerebrais por anóxia ou traumatismo craniano

. Outros distúrbios neurológicos

. Atraso maturacional das vias auditivas do sistema nervoso central 

. Envelhecimento natural do cérebro.

 

Grande parte dos diagnósticos desta enfermidade costuma ser realizado em crianças e idosos.

 

Sintomas do transtorno do processamento auditivo

Algumas tarefas simples do dia-a-dia podem se transformar em algo praticamente impossível para as pessoas que sofrem de transtorno de processamento auditivo central. 

 

Os problemas que as dificuldades de concentração causadas pela doença podem facilmente ser confundidas com transtornos de atenção, falta de interesse, entre outros. Por isso é necessário ficar bem atento aos sinais do PAC, que podem ser: 

. Dificuldade de aprendizagem

. Dificuldade de memorização e desatenção

. Cansaço rápido e agitação ao assistir aulas

. Dificuldade para ouvir e prestar atenção em lugares barulhentos

. Necessidade constante de pedir para repetir

. Parecer não ouvir/entender bem

. Demora para escutar e/ou compreender o que foi dito

. Dificuldade em conversas com muitas pessoas ao mesmo tempo

. Dificuldade para localizar de onde o som está vindo

. Dificuldade para realizar uma sequência de tarefas que lhe foi solicitada

. Dificuldade para entender conceitos abstratos.

 

Diagnóstico

Depois de perceber os sinais do transtorno do processamento auditivo central, é muito importante procurar um otorrinolaringologista. Geralmente, uma equipe multidisciplinar, composta por neurologistas, psiquiatras, otorrinolaringologistas, audiologista, fonoaudiólogos, psicólogos, pedagogos e profissionais da educação, irá avaliar o caso em questão, para assim encaminhá-lo a m diagnóstico e/ou a uma conduta médica e planejamento terapêutico.

A abordagem multidisciplinar possibilita o descarte de outros problemas semelhantes. Um fonoaudiólogo da área audiológica realizará uma avaliação específica do processo auditivo. O teste é feito em cabine acústica, onde o paciente é colocado com fones auriculares por meio dos quais serão aplicados testes gravados em CD e padronizados por faixa etária.

 

Para fazer esta avaliação é necessário:

. A apresentação de uma audiometria recente (com prazo igual ou inferior a 3 meses)

. Possuir um nível de linguagem expressivo e receptivo

. Ter atenção e cognição suficientes para que possa entender as tarefas

. Não apresentar perda auditiva assimétrica

. Apresentar um índice padrão de reconhecimento de fala de no mínimo 70%

. Apresentar um índice entre as orelhas não ultrapassar 20%.

 

Tratamento

Depois de realizados os exames, é possível apresentar um relatório com os resultados obtidos:

. Habilidades preservadas

. Habilidades com desempenho abaixo do esperado para a idade

. Impacto efetivo dessas habilidades na vida da pessoa nos níveis sociais, acadêmico e familiar

 . Possível locação da disfunção no sistema nervoso auditivo central.

 

São esses testes sobre o desempenho do processamento auditivo que facilitam a identificação do tipo de alteração que necessita ser trabalhado. Com o treino auditivo adequado é possível diminuir e até reverter os problemas ocasionados pelo transtorno do processamento auditivo central.

 

Cuide bem da sua saúde com os profissionais da Medic Life!