blog-post-image

TESTE DA LINGUINHA

Obrigatório em todas as maternidades do Brasil desde 2014, o teste da linguinha auxilia na redução de problemas de fala e evita o desmame precoce.

O teste da linguinha é um exame realizado no bebê para detectar quaisquer alterações no frênulo lingual (pequena membrana localizada embaixo da língua responsável por conectar a língua com o assoalho da boca). É uma avaliação muito importante e serve para diagnosticar a língua presa, problema que não prejudica somente a fala.

A língua presa acaba por limitar os movimentos da língua durante os processos de sucção e deglutição, o que pode ocasionar o desmame precoce. 

Por causa do grande esforço que fazem para mamar, os bebês que apresentam língua presa acabam gastando muita energia, o que pode acarretar na dificuldade de ganhar peso, e aumentar o risco de lesionar o mamilo da mãe. 

É comum que as mães achem que o leite é fraco e introduzam a mamadeira na alimentação do bebê. É comum também muitos relatos de ferimentos e muita dor nos mamilos.

Quando chega a hora de introduzir a papinha, os bebês com língua presa podem apresentar certa dificuldade para engolir e até sofrer engasgos. Já na hora em que começam a mastigar, alimentos mais fibrosos e sólidos tornam-se um verdadeiro desafio para eles, como a carne vermelha, por exemplo, que eles acabam por cuspir no final devido a dificuldade de ingerir.

O teste é bem simples e pode ser realizado por um profissional da saúde especializado, devendo ser exigido ainda na maternidade. Os pais possuem o direito de possuir um documento que sirva para comprovar que o teste foi realizado e que seu bebê tem ou não a alteração, bem como ocorre após a realização dos testes do pezinho e da orelhinha.

 

Durante o teste são conferidas duas alterações responsáveis por caracterizar a língua presa:

. Freio em posição incorreta

. Existência de ligeira fenda ou um formato de coração na ponta da língua quando esta é elevada.

Nessas situações, é suficiente soltar a membrana com uma tesoura.

 

Diagnóstico tardio

Quando acontece de a Lei não ser respeitada, e o teste não seja realizado na maternidade, ele pode ser feito mais tarde. O exame da linguinha pode ser realizado até o sexto mês de vida da criança. Depois deste período, outro tipo de avaliação deverá ser realizado para diagnosticar o problema.

Um jeito de observar se a criança possui a língua presa é pedir a ele(a) para que coloque sua língua no último dente do fundo e corrê-la de um lado para o outro. Se a criança apresentar dificuldades, o mais indicado é procurar um dentista.

 

Evite os problemas que a língua presa pode trazer para o seu filho. Traga-o para a Medic Life!