blog-post-image

TESTE DO PEZINHO

O teste do pezinho é um exame realizado com origem no sangue coletado do calcanhar do bebê. Ele possibilita a identificação e o impedimento do desenvolvimento de enfermidades genéticas ou metabólicas que podem vir a desencadear deficiência cognitiva e comprometer a qualidade de vida da criança.

Este teste é responsável por diagnosticar condições de saúde como:

. Hipotireoidismo congênito

. Fenilcetonúria

. Hiperplasia adrenal congênita

. Deficiência da biotinidase

. Fibrose clínica

. Hemoglobinopatias (doenças que afetam o sangue).

 

A realização do teste do pezinho é fundamental para todos os recém-nascidos, já que as enfermidades detectadas pelo exame não demonstram sintomas ao nascimento e, caso não sejam tratadas cedo, podem ocasionar deficiência intelectual e causar graves danos para a qualidade de vida da criança. Este exame é feito no pezinho do bebê por ser uma área bem irrigada no corpo humano, tornando a realização do exame mais fácil.

Atualmente, o teste do pezinho é um exame obrigatório por Lei em todo o Brasil. Existem alguns municípios que não permitem o registro em cartório enquanto a criança não tiver feito o teste.

 

Teste do pezinho ampliado

O teste do pezinho ampliado é capaz de identificar uma quantidade maior de doenças que sua versão básica. Nos dias de hoje existem 3 tipos do teste do pezinho ampliado:

  • Teste do pezinho mais ou ampliado

Inclui mais 5 diagnósticos que o exame básico:

  • Deficiência de G-6-PD: Condição que causa quadros hemolíticos com anemias de intensidade variável que podem aparecer durante as infecções ou contato com alguns medicamentos.

  • Galactosemia: Condição caracterizada pela incapacidade da metabolização do organismo da galactose em glicose. A galactose é um açúcar monossacarídeo, obtido a partir da hidrólise da lactose (o açúcar natural do leite).

  • Leucinose: Doença responsável por desencadear convulsões, vômitos e falta de ar. Ocorre devido a uma deficiência da enzima de desidrogenase alfacetoácida, responsável pelo metabolismo de leocina.

  • Toxoplasmose congênita: Enfermidade que pode ocasionar calcificações cerebrais no bebê. Pode causar também deficiência intelectual, convulsões, coriorretinite e microcefalia.

 

  • Teste do pezinho super

Esse tipo de teste tem a capacidade de realizar a triagem de 48 doenças. São 38 tipos de doença a mais do que nos exames do pezinho básico e mais.

 

  • Teste do pezinho para SCID

Esse tipo de teste pode identificar um grupo de doenças genéticas que impedem a criação de células de defesa T e/ou B, e de anticorpos protetores. Pode ser feito em conjunto com os outros testes descritos anteriormente.

O teste do pezinho é realizado somente uma vez após o nascimento da criança. Se ocorrer de alguma alteração ser detectada, o teste deverá ser repetido de acordo com a orientação do hospital ou da equipe médica. O teste do pezinho não traz nenhum risco ou efeito colateral para o bebê.

 

Proteja o seu bebê! Não deixe de fazer o teste do pezinho. Venha para a Medic Life e conheça nossos profissionais!