blog-post-image

CIRURGIA VASCULAR

O sistema vascular é fundamental para o bom funcionamento do corpo humano, e essa é a razão do porque a angiologia é uma especialidade médica tão importante. 

Ela é a responsável por estudar e atender patologias do sistema circulatório, isso significa que afetam:

. Artérias 

. Veias  

. Vasos linfáticos (que transportam a linfa, líquido incolor com características semelhantes às do sangue).

 

Existem várias maneiras de tratamento apresentados pela angiologia, sendo todos eles clínicos. São receitados:

. Remédios 

. Dietas  

. Atividades físicas 

. Além do uso de meias compressivas.

 

As varizes são um dos problemas mais comuns relacionados à angiologia. Existem relatos de que por volta de 400 anos a.C., de que varizes já eram tratadas por meio de enfaixamentos e mesmo incisões na pele.

Quando essa condição não pode ser resolvida clinicamente, abre caminho para que a cirurgia vascular tome conta. É uma área bem semelhante a angiologia, porém sua abordagem é mais voltada para os meios cirúrgicos. O tratamento cirúrgico deve ser feito apenas quando se mostra melhor e mais efetivo se comparado ao clínico. 

Algumas cirurgias ainda podem ser consideradas de grande porte, como as correções de grandes aneurismas, por exemplo. Porém, com o avanço da tecnologia e, especialmente, com o alastramento das técnicas endovasculares, onde dispositivos são liberados dentro dos vasos por via percutânea, os índices de sucesso são cada vez maiores e os riscos, cada vez menores.

 

Os principais sintomas levados aos consultórios são:

. Dor e inchaço nos membros

. Alteração de temperatura

. Formigamento

. Dificuldade para caminhar.

 

É a partir desses sinais que o angiologista irá solicitar exames para chegar ao diagnóstico das causas de tais problemas.

Os exames feitos com mais frequência são:

. Ultrassonografia com Doppler Colorido

É um exame de ultrassom capaz de registrar a velocidade do fluxo sanguíneo dentro dos vasos por meio de um tradutor sobre a pele. Costuma ser usado como meio de triagem e acompanhamento de enfermidades arteriais, assim como para o diagnóstico de doenças venosas, como varizes e tromboses.

 

. Angiorressonância

É um exame que conta com a captação de imagens do sistema circulatório por formação de campo magnético, por meio de injeção de contraste em uma veia periférica. Pode ser usado em todo o corpo, não usa radiação e tem grande recomendação em pacientes com função renal alterada, ou alérgica a iodo. Também é muito usada no estudo das enfermidades circulatórias intracranianas.

 

. Angiotomografia

Trata-se de um exame não invasivo, que é feito com a captação de imagens 3D do sistema circulatório do corpo. Imagens cada vez melhores são apresentadas por tomógrafos cada vez mais modernos. É um exame muito recomendado para o mapeamento do corpo inteiro. É também responsável por diagnosticar aneurismas intracranianos muito pequenos, de 2mm, assim como oclusões de artérias pequenas nos pés.

 

. Angiografia

Esse é um exame invasivo, feito com a manipulação de um cateter dentro do sistema circulatório e injeção de contraste com captação de imagens instantâneas. Com o aperfeiçoamento progressivo dos aparelhos de ressonância e tomografia, a angiografia tem sido cada vez menos recomendada para exames diagnósticos, ficando restrita aos tratamentos cirúrgicos, como as angioplastias por balão, embolizações e colocação de stents e endopróteses.

É importante ressaltar que o acompanhamento de um angiologista, bem como a realização de exames dependendo dos fatores de risco dos pacientes, são imprescindíveis para a prevenção dos casos de acidente vascular cerebral (AVC). A maioria dos AVCs são de etiologia isquêmica e ocasionados por mudanças nas artérias carótidas. A investigação da enfermidade carotídea é obrigatória na população acima dos 40 anos de idade.

 

Não deixe sua saúde para depois, marque ainda hoje sua consulta com os especialistas da Medic Life!